Como Ser um Cuidador de Idosos? Veja 6 Habilidades Valiosas!

Saiba o que é mais importante para você manter esses longevos felizes em suas casas

como ser um cuidador de idosos

Como ser um cuidador de idosos? Esta é uma pergunta que cada vez mais se escuta ultimamente. E por que? A resposta é imediata: a população está envelhecendo.
E depressa!

Cuidar dos nossos entes mais velhos abre, portanto, espaços e oportunidades de trabalho. E quem quiser se especializar, eis um serviço cada dia mais requisitado.

Seja você um membro da família, um vizinho, ou mesmo um profissional, ser um cuidador de idosos tem seus próprios desafios e responsabilidades.

Não importa o nível de dependência ou autonomia da pessoa mais velha, espera-se de seu cuidador certas habilidades para tornar esse relacionamento uma experiência positiva e de longo prazo.

O que precisa para ser um cuidador de idosos? Praticar diariamente.

Coloque as necessidades das pessoas mais velhas acima das suas para lhes garantir a saúde e bem-estar.

Quando você acopla isso ao fato de que está tornando a vida de outra pessoa mais fácil e melhor, cuidar do próximo pode ser algo incrivelmente gratificante.

Como ser um cuidador de idosos, eis a questão!

Em 2011, a Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, ligada à Fiocruz, lançava uma luz sobre essa preocupação: a sociedade precisa saber quem vai cuidar dos idosos.

Ora, a saúde de milhões de brasileiros, acima dos 65 anos, naquela época já despontava como um grande desafio para as novas gerações.

Isso se tornou relevante porque o dia a dia nas famílias mudara bastante. O número de filhos diminuíra e as mulheres, antes prodominantemente donas de casa, passaram a disputar seu espaço no mercado de trabalho, fora do lar.

Esse novo quadro social ampliou tal necessidade. E exigiu a presença de mais pessoas qualificadas para encarar essa problemática.

Sobretudo agora, depois da chegada do novo coronavírus, que devastou a rotina de todos os lares.

Por conseguinte, quem neste momento almeja se tornar um cuidador de idosos, torna-se requerido, além de paciência e disposição, muita prática para lidar com essas pessoas que se tornaram o principal alvo da pandemia.

Mas o que é ser um cuidador de idoso?

Esse futuro profissional, dentre outras coisas, deverá saber como

  • controlar a propagação de uma doença,

para fazê-lo se sentir feliz, através do seu desenvolvimento socio-emocional.

Do mesmo modo, deverá ter a habilidade de

  • contornar atitudes infantis de alguns desses.

Ou ainda,

  • saber cuidar quando se sentem mal

e além de tudo,

  • como gerenciar o seu tempo de forma tranquila e eficaz.

Curso de Cuidador de Idosos, Convalescentes e Necessidades Especiais

Esta é a grande oportunidade para quem busca uma excelente formação profissional como cuidador de idosos!
Guia completo online em formato EaD: 160 horas em vídeo-aulas com simulações realísticas do dia a dia de um cuidador dedicado.
Dá direito a CERTIFICADO válido em todo Brasil.


A comunicação é a parte mais vital para um bom cuidador de idosos

Se souber se comunicar com o seu idoso, você estará fornecendo mais que uma ajuda. Isto é, há uma grande chance de deixá-lo feliz sempre.

E isso garantirá sua melhor saúde e bem-estar possível.

Uma comunicação eficaz também pode ajudá-lo a viver mais e melhor. Ou seja, a maioria das pessoas cuidadoras tem que exercitar bastante para serem ótimas comunicadoras.

Mas se você quiser saber, de fato, como ser um cuidador de idosos, apenas dialogar com eles não é a única habilidade.

Há outras.

Por ora, posso dizer que uma comunicação eficiente é a base fundamental dessa atividade.

Além disso, suas aptidões mais importantes, que os idosos realmente apreciam, são aquelas que vão além da competência técnica. Mas ainda assim centradas na sua educação social.

Em outras palavras:

você deve exercitar o seu talento para promover a integração dessas pessoas com o seu ambiente coletivo.

cuidadora de idosos  entrevistando familiares

Veja agora as 6 habilidades de um bom cuidador de idosos

Aprimore-se para ajudar os idosos a alcançar seu melhor estado de saúde e a permanecerem felizes.

1ª – Saiba conversar com eles

Os cuidadores são tudo para a saúde geral dos idosos. Isto é um fato. Logo, ser capaz de se comunicar bem é a chave para o quão instrumental um bom cuidador deve ser.

Para manter o idoso sempre bem, isto pode ser algo tão simples quanto fazer as atividades comuns da sua rotina.

Mas também pode ser tão difícil quanto falar sobre problemas de saúde, ou saber quando é hora de um determinado exame médico, ou mesmo quando ele não está fazendo qualquer referência a nada disso.

A má comunicação nunca fará bem, nem ao cuidador nem ao idoso. E pode até prejudicar a relação. Especialmente se este for um membro da família, ou um vizinho.

Além disso, há casos em que o idoso ter mais de um cuidador. Nessas circunstâncias, é importante que todos passem informações entre si.

Logo, vá às minúcias. Tanto para relatar as necessidades corriqueiras da cozinha, por exemplo, quanto a questões importantes, como a saúde do atendido.

Além de se comunicarem uns com os outros, devem também se reportar às pessoas apropriadas.

Ouvir é também uma importante habilidade de comunicação. E isto é algo que deve ser altamente exercitado.

Atente para não tomar medidas isoladas, por sua conta, sem antes pedir a atenção e ouvir o destinatário de sua decisão.

Você deve prestar atenção ao que o seu querido longevo pronuncia e o que está fazendo

Porque às vezes, o foco nem está no que ele precisa. É muito mais sobre saber que alguém está pronto e aberto para ouvir o que tem a dizer.

cuidadora ouvindo seu idoso

Então, você tem que ser hábil em ouvir

Saber conversar, efetivamente pode levar tempo. Dessa forma, se você aprender a arte de falar de forma sucinta, decerto colherá muitos benefícios.

Mas veja bem, não presuma que você precise gritar com eles. Porque agora eles só estão mais velhos. E não necessariamente surdos ou dementes ou malcriados.

Gritar sempre terá um resultado negativo

Afinal, eles são humanos. E podem sentir cada palavra e o tom da sua voz. Em vez de gritar, concentre-se em falar da forma mais eficaz.

Seja capaz de se expressar com palavras simples e concisas. Porque aí, com certeza, você entrará, todos os dias, na casa de um idoso feliz!

Isto é compreender realmente como ser um cuidador de idosos!

Em outros momentos, talvez você necessite falar mais devagar, ao mesmo tempo em que precise usar mais palavras.

Isso revelará o quão hábil você é, quando se trata de cuidar do mais velhos.

2ª – Exercite a empatia

Dedicar seu tempo para cuidar e apoiar alguém é uma das melhores coisas do mundo. É o ato mais altruísta que uma pessoa pode realizar.

Só com isso você já deu o passo certo para cuidar de um idoso.

Agora, é hora de ir mais longe. Você deve ser hábil em mostrar afindade com a pessoa a qual está cuidando.

Conhecer os desafios e limitações da criatura em que você é responsável, tornará as coisas mais fáceis para ela. E ainda melhorará o relacionamento entre ambos.

A empatia é um longo caminho a ser trilhado

Exercitá-la dará a você a chance de se colocar no lugar do outro. Eis aí uma grande virtude!

Ser empático aumentará a excelência do atendimento e o tempo que você dispõe ao próximo.

Isso, por sua vez, melhorará a qualidade de vida do seu idoso.

cuidadora dedicada ouvindo sua idosa

3ª – Seja paciente

Paciência enquanto cuida, significa que você deve se desacelerar. E repensar o que está fazendo, cada momento em que estiver presente com o idoso.

Significa que você tem que pensar na melhor maneira de se comunicar com ele, sem ser, digamos, meramente tolerante.

Colocar-se como o segundo na sua lista de prioridades não é o normal, podemos admitir.

Por isso, seu trabalho e aprendizado de como ser um cuidador de idosos, exige que você tenha que ser hábil em agir dessa forma.

4ª – Seja confiante

Assim como qualquer trabalho, abordar o ato de cuidar com positividade, torna as coisas ainda mais fáceis.

No entanto, se você não é um tipo de pessoa naturalmente otimista, então pode ser necessário prestar atenção nisso.

Positividade faz muita diferença para você e a pessoa mais velha. Isso a “contagia” e ela pode se sentir feliz, toda vez que você chegar.

cuidadora de idoso confiante

Observe, sempre que você estiver feliz e otimista, a qualidade do cuidado que prestará, será muito melhor do que quando estiver se sentindo infeliz ou de mau humor.

A vida de todos será sempre o máximo, quando todos manifestarem uma atitude positiva!

Despeje positividade no seu trabalho

5ª – Tenha um senso de observação aguçado

Esse tipo de trabalho exige que a pessoa cuidadora seja capacitada para observar os detalhes.

Isto é, você deve detectar quando seu idoso precisa de cuidados médicos, ou quando quer lhe dizer algo, mas se sente relutante, ou quando ele só quer um tempo de solidão.

Você precisa ser capaz de perceber tudo isso.

Sobretudo quando algo não está bem. E ainda relatar o que viu para a pessoa apropriada.

como ser um cuidador de idosos - observador atento

6ª – Desenvolva a leitura da linguagem corporal

O corpo “fala”. Esse tipo de linguagem é um misto de observação e entendimento.

Sendo assim, se você tem uma boa comunicação e o senso de observação aguçado, sem dúvida entenderá a linguagem corporal de uma pessoa.

Logo, se você está falando ou ouvindo alguém que é idoso, então deve também ser capaz de ter atenção aos detalhes da sua linguagem corporal.

Muitas vezes, esses não terão que dizer uma palavra. Você só precisará descobrir uma pista do que eles realmente precisam naquele momento em particular.

cuidador de idosos - linguagem corporal

Como cuidador, você tem que ter esperteza para saber quando deve ser ativo e quando deve ser passivo.

Mais ainda, a pessoa que você está cuidando pode ter algum problema na fala, o que significa que ela não será capaz de se comunicar o quanto gostaria.

Como você resolve isso?

Forneça-lhe o máximo de suporte, mesmo com tais problemas. Nesse momento, a competência de ler a linguagem corporal, será sua principal e talvez a sua única ferramenta.

cuidador de idosos - de mãos dadas

Conclusão

Compreendendo de fato como ser um cuidador de idosos, você desempenhará um importante papel de colaborar nas suas múltiplas tarefas do dia a dia.

Você deve, enfim, ser capaz de se comunicar com esses, se quiser ajudá-los a viver uma vida melhor.

Pois é vital manter um constante diálogo para garantir que recebam o melhor cuidado.

Sendo assim, coloque em sua mente, de modo consistente, todas essas habilidades que acabou de ler.

Isso tornará você muito mais eficaz ao cuidar dessas pessoas.

Você poderá, então, tornar-lhes a vida mais fácil, melhor, mais feliz e mais divertida.

Saber ser cuidador de idosos é algo extremamente recompensante.

Porque estar consciente que ajudou e apoiou alguém, que agora não consegue fazer tudo por si mesmo, seguramente não tem preço.


Aprenda a cuidar de seus idosos da maneira adequada

Você quer saber como tomar conta de pessoas idosas ou dependentes?
Ou precisa melhorar suas habilidades de cuidador?
Então aproveite esta oportunidade
e receba agora ajuda de profissionais de saúde especializados!


Se você gostou deste artigo, então vá em frente e deixe seu comentário logo abaixo.

Ele é muito importante para mim. Pois com isso você me ajudará a melhorar o meu trabalho.

E assim eu terei incentivo para continuar produzindo mais e mais conteúdos.

Gerando Negócios Online
Compartilhe com os amigos:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: